engenharia genética

segunda-feira, março 27, 2006

Limitações da engenharia genética



O "cartoon" seguinte (Figura)pretende utilizar o clássico da literatura de terror, Frankenstein, para caricaturar algumas das preocupações e receios actuais com a potencial má utilização da engenharia genética.



A resposta a estes, e outros receios, tem que ser encontrada na sociedade humana e na sua capacidade de julgar e regulamentar a aplicação do conhecimento científico. Com certeza não passará pelo bloqueio da aquisição desse conhecimento...
Tendo em conta as limitações actuais da engenharia genética temos de reconhecer que, pelo menos para já, a ficção está longe de se confundir com a realidade:
- É impossível começar apenas com um tubo de ensaio cheio de nucleótidos e criar um novo organismo! É necessário trabalhar com o genoma de um organismo pré-existente ao qual é possível adicionar ou modificar um pequeno número de características.
- Só é possível transferir características determinadas por um único ou poucos genes. A engenharia genética não permite a transferência de características complexas que são o resultado da interacção de dezenas ou centenas de genes, como características comportamentais ou inteligência.